Água e Esgoto

A GS Inima Sanel investirá na universalização do saneamento em Luiz Antônio

Água

Poços e reservatórios

Esgoto

Água

Luiz Antônio atende hoje 100% da população com serviços de água potável, produzindo 250 m³ de água por hora, por meio de seus quatro poços que são distribuídos por uma rede de 64km. Com os investimentos em tecnologia e infraestrutura passará a produzir 360 m³/hora. 

Dentro os desafios no abastecimento está a implantação de hidrômetros para medição de consumo de água, eliminando assim problemas de intermitência e reduzindo o volume de perdas de água tratada, estimado hoje em 60%. Além de substituição da rede de distribuição de água, reforma dos reservatórios, revitalização dos poços que abastecem o município, implantação de sistema de controle de qualidade como monitoramento e análise laboratorial contínua, além da automação para o monitoramento online, 24h, do funcionamento das bombas e nível dos reservatórios.  Tudo isso vai aumentar a disponibilidade de água de qualidade para os luíz-antonienses. 

QUALIDADE DA ÁGUA SANEL - LUIZ ANTÔNIO - 06/09/2021

POÇO - 01 

POÇO - 02 

POÇO - 03 

POÇO - 04 

Poços e reservatórios

- Poço 01 – Localizado na Rua Luiz Rampazo, 1385 – Centro, possui capacidade de produção de 23 m³/h e dois reservatórios de 1000 m³ e 75 m³. 

- Poço 02 – Localizado na Rua América de Araújo Pires, 1542, Jataí, possui capacidade de produção de 74 m³/h e um reservatório de 300m³. 

- Poço 03 – Localizado na Rua das Violetas, 250, Bela Vista, possui capacidade de produção de 92 m³/h e um reservatório de 350m³. 

- Poço 04 – Localizado na Av. Manoel Pedrosa Filho, n°432, Alto do Mirante, com capacidade de produção de 84 m³/h e um reservatório de 330m³. 
 

Esgoto

A cidade conta com 66km de rede de esgoto e uma coleta de 100% dos efluentes domésticos. A Sanel possui uma ETE - Estação de Tratamento de Esgoto, localizado na Fazenda Laranjal, s/n com capacidade de tratamento de 16,97 L/S, porém atualmente recebe em torno de 28l/s, afetando sua eficiência de tratamento. Para ampliar a gestão do tratamento, ao longo da concessão, serão investidos recursos na substituição e limpeza da rede de esgoto e da estação de tratamento. As metas do contrato incluem ainda a modernização e readequação da ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) para o aumento da eficiência operacional.